fechar

Cinema

Perequeté: cinema queer nordestino

Imagem de Calendário

11/06/24 a 23/06/24

Serviço


  • Verifique a classificação indicativaVerifique a classificação indicativa

  • Local

    Cinema do CCBB Brasília

  • Horário

    Consulte a programação

  • Ingresso

    Entrada mediante retirada de ingressos

Adquirir ingressos Telefone

Covid 19

Fique atento às
recomendações.

Fique atento

Acontece, no cinema do CCBB Brasília, a mostra ‘’Perequeté: cinema queer nordestino’’ que apresenta ao público, de 11 a 23 de junho, uma efervescente e potente manifestação cinematográfica, com nomes como Breno Baptista, Noá Bonoba, Leo Tabosa, Alexandre Figueirôa e R.B. Lima. Além de um breve recorte de uma das mais produtivas e renovadoras iniciativas do recente cinema pernambucano: o coletivo Surto & Deslumbramento. 

Os ingressos para as sessões da mostra são gratuitos e podem ser retirados na bilheteria física ou no site do CCBB a partir das 9h do dia da sessão.  

Confira a programação:

Primeira semana

terça-feira, 11 de junho de 2024, às 19h15
A onda de filmes Queer em Super-8 da Paraíba (1h37):
Perequeté (20 min)
Baltazar da Lomba  (20 min)
Era Vermelho Seu Batom (10 min)
Closes (30 min)
Miserere Nobis (20 min)
Classificação indicativa: 18 anos

quarta-feira, 12 de junho de 2024, às 19h15
Leo Tabosa (1h22):
Tubarão (13 min)
Baunilha (19 min)
Marie (25 min)
Dinho
Classificação indicativa: 18 anos

quinta-feira, 13 de junho de 2024, às 19h15
Noá Bonoba (1h20):
O Mundo sem nós
Terra Ausente
Nebulosa
Travomantra
Lalabis
Classificação indicativa: 18 anos

sexta-feira, 14 de junho de 2024, às 19h15
Breno Baptista (1h35):
Monstro (20 min)
Bando Sagrado (20 min)
Panteras (38 min)
Classificação indicativa: 18 anos

sábado, 15 de junho de 2024, às 17h30
Surto e deslumbramento (1h23):
Venus de Nyke (41 min)
O nascimento de Helena (11 min)
Sonhos (38 min)
Classificação indicativa: 18 anos

sábado, 15 de junho de 2024, às 19h15
Alexandre Figueirôa (1h32):
Eternamente Elza (17 min)
Kibe Lanches (18 min)
Piu Piu (16 min)
Recife, Marrocos (12 min)
Consuella ( 24 min)
Classificação indicativa: 18 anos

domingo, 16 de junho de 2024, às 19h15
R.B. Lima (1h20):
De vez em quando, quando eu morro, eu choro (24 min)
Beso Rosado (20 min)
Boyzin (15 min)
Adão, Eva e o Fruto Proibido (25 min)
Classificação indicativa: 18 anos

Segunda semana

terça-feira, 18 de junho de 2024, às 19h15
Leo Tabosa (1h22):
Tubarão (13 min)
Baunilha (19 min)
Marie (25 min)
Dinho
Classificação indicativa: 18 anos

quarta-feira, 19 de junho de 2024, às 19h15
A onda de filmes Queer em Super-8 da Paraíba (1h37):
Perequeté (20 min)
Baltazar da Lomba  (20 min)
Era Vermelho Seu Batom (10 min)
Closes (30 min)
Miserere Nobis (20 min)

Classificação indicativa: 18 anos

quinta-feira, 20 de junho de 2024, às 19h15
Breno Baptista (1h23):
Monstro (20 min)
Bando Sagrado (20 min)
Panteras (38 min)
Classificação indicativa: 18 anos
sexta-feira, 21 de junho de 2024, às 19h15
Noá Bonoba (1h20):
O Mundo sem nós
Terra ausente
Nebulosa
Travomantra
Lalabis
Classificação indicativa: 18 anos

sábado, 22 de junho de 2024, às 17h30
Alexandre Figueirôa (1h32):
Eternamente Elza (17 min)
Kibe Lanches (18 min)
Piu Piu (16 min)
Recife, Marrocos (12 min)
Consuella ( 24 min)
Classificação indicativa: 14 anos

sábado, 22 de junho de 2024, às 19h15
Surto e deslumbramento (1h35):
Venus de Nyke (41 min)
O nascimento de Helena (11 min)
Sonhos (38 min)
Classificação indicativa 18 anos

domingo, 23 de junho de 2024, às 19h15
R.B. Lima (1h20):
De vez em quando, quando eu morro, eu choro (24 min)
Beso Rosado (20 min)
Boyzin (15 min)
Adão, Eva e o Fruto Proibido (25 min)
Classificação indicativa: 18 anos

Sinopses

Perequeté
(1981) 

Direção: Bertrand Lira 
Sinopse: As dificuldades para vencer o preconceito de um ator e bailarino na cena artística da Paraíba. 
Duração: 20 Minutos 
Classificação: 14 anos 

Baltazar da Lomba
(1982) 

Direção: Grupo Nós Também 
Sinopse: Filme baseado no primeiro registro histórico de repressão à homossexualidade na Paraíba, na época do Brasil Colônia. 
Duração: 20 minutos 
Classificação: 18 anos 

Era Vermelho Seu Batom 
 (1983)

Direção: Henrique Magalhães 
Sinopse: Durante o carnaval, surge um relacionamento romântico entre dois foliões, um deles brincando em um bloco de travestidos. 
Duração: 10 minutos 
Classificação: 16 anos 

Closes
(1982) 

Direção: Pedro Nunes 
Sinopse: Doc-ficção sobre os conflitos e os preconceitos que envolvem o campo da sexualidade. 
Duração: 30 minutos 
Classificação: 16 anos 

Miserere Nobis
(1982) 

Direção: Lauro Nascimento 
Sinopse: Um filme de temática homoerótica, primoroso na construção simbólica da “Santa Ceia”, que ganha nova dimensão. 
Duração: 20 minutos 
Classificação: 16 anos

Tubarão
(2013) 

Direção: Leo Tabosa
Sinopse: As dificuldades de um estrangeiro em adaptar-se à sua nova realidade.
Duração: 13 minutos

Baunilha
(2017) 

Direção: Leo Tabosa
Sinopse: Olhe a sua volta. Tudo que você vê e toca pode ter o gosto de baunilha.
Duração: 19 minutos

Marie
(2019) 

Direção: Leo Tabosa
Sinopse: Marie retorna ao sertão, depois de 15 anos, para enterrar o pai. Lá reencontra seu melhor amigo de infância, Estevão e com ele o seu passado. Com a ajuda de Estevão, Marie parte numa viagem para enterrar o pai na cidade do Crato.
Duração: 25 minutos

Vênus de Nyke
(2021) 

Direção: André Antônio
Sinopse: Amiga, hoje tive consulta com ele de novo. E tô cada vez mais passada porque, diferente de todo paciente que eu tenho, ele não demonstra o mínimo desconforto com as bizarrices sexuais dele. Pelo contrário. Eu mantenho meu diagnóstico: quadro agudo de melancolia e fuga da realidade. Às vezes, ele chega tão longe nesse delírio que se imagina uma espécie de profeta. Como se fizesse parte de uma seita.
Duração: 41 minutos

O Nascimento de Helena
(2021) 

Direção: Rodrigo Almeida
Sinopse: Meu grande sonho, o sonho da minha vida, era destruir uma família.
Duração: 11 minutos

Sonhos
(2022) 

Direção: Chico Lacerda
Sinopse: Um documentarista passa a dormir com sua câmera para registrar os sonhos que tem à noite.
Duração: 38 minutos

Monstro
(2015) 

Direção: Breno Baptista
Sinopse: balada de amor e destruição.
Duração: 20 minutos

O bando sagrado
(2019) 

Direção: Breno Baptista
Sinopse: Breno desperta de um sonho. enquanto isso, há centenas de anos, um batalhão de homens armava-se para lutar uns com os outros até a morte.
Duração: 20 minutos

Panteras
(2022) 

Direção: Breno Baptista
Sinopse: Três amigas precisam se despedir para se reencontrar. Uma é a cura para a maldição da outra.
Duração: 38 minutos

 Eternamente Elza
(2013) 

Direção: Alexandre Figueirôa, Paulo Feitosa
Sinopse: “Eternamente Elza” acompanha o cotidiano e as memórias de Elza Show, transformista recifense dedicada a cantar as grandes divas brasileiras do rádio.
Duração: 17 minutos

Kibe Lanches
(2017) 

Direção: Alexandre Figueirôa
Sinopse: Na década de 80, o restaurante Kibe Lanches, no bairro do Pina, no Recife, vendia pratos da cozinha árabe. Nas sextas, à noite, transformava-se num alegre ponto de encontro.
Duração: 18 minutos

Piu Piu
(2019) 

Direção: Alexandre Figueirôa
Sinopse: “Quando a cortina se abria, sob um universo colorido de plumas e paetês, ela surgia no palco, serpenteando movimentos lascivos, ao som de uma rumba ou de um merengue”. Piu Piu, como era conhecido o ator, cenógrafo e figurinista Elpídio Lima é considerado o mais antigo transformista do Recife. Nos anos 1950 e 1960, atuou na Companhia Barreto Junior, nos palcos dos teatros Almare e Marrocos. Foi um dos criadores da Companhia Tra-la-lá, de teatro rebolado e gostava de imitar as cantoras e atrizes Sarita Montiel e Carmem Miranda.
Duração: 16 minutos

Recife, Marrocos
(2022) 

Direção: Alexandre Figueirôa
Sinopse: O filme-ensaio Recife, Marrocos reflete sobre a construção de uma memória da cena LGBTQIA+ da cidade do Recife, memória esta que põe em relação as lembranças pessoais do realizador com as recordações evocadas pelos personagens condutores, estabelecendo uma geografia afetiva dos espaços.
Duração: 12 minutos

Consuella
(2023) 

Direção: Alexandre Figueirôa
Sinopse: Nas décadas de 80 e 90, Consuelo foi a travesti mais famosa do Recife. Ainda jovem, aprendeu maquiagem com Múcio Catão e depois foi morar no Rio de Janeiro. Foi para a França onde fez sua transição e se tornou vedete nos cabarés Carrossel de Paris e Madame Arthur.
Duração: 24 minutos

De Vez em Quando, Quando Eu Morro, Eu Choro  (2017) 

Direção: R.B. Lima
Sinopse: Tinha uma mulher, Maria Laura, que costumava vir aqui trepar. Certa noite, depois de uma festa, ela veio pra cá com dois caras. Daí no dia seguinte um pedreiro da obra encontrou ela morta no meio de um monte de sangue. Todo mundo que vem aqui tem que pintar alguma coisa na parede porque senão o fantasma de Maria Laura aparece, arranca a cabeça da pessoa e pendura no pescoço dela.
Duração: 15 minutos

Veja também


Cinema


Pacino

Calendário 02/07/24 a 04/08/24

Ir