fechar

Música

Brasília: 60 Anos de Choro

Imagem de Calendário

12/06/22 a 30/06/22

Serviço


  • Classificação LivreClassificação Livre

  • Local

    SCES, Trecho 2 – Brasília/DF
    Vão Central

  • Horário

    Domingo às 18h e 20h |

    Quinta e Sexta às 20h

  • Ingresso

    Entrada gratuita


Covid 19

Fique atento às
recomendações.

Fique atento

Celebrando seus 42 anos e os 60 anos de choro em Brasília, o Clube do Choro traz em junho cinco apresentações para o jardim do CCBB. No dia dos namorados teremos uma programação especial com dois shows: Sérgio Morais e Danilo Brito & Grupo Choro Livre.

Além disso, o renomado guitarrista paraense Manoel Cordeiro, acompanhado da banda brasiliense Passo Largo, faz um show no dia 30.

O grande popularizador da guitarra baiana, Armandinho Macedo, faz um show com Yacoce Simões e Marco Lobo, no dia 16 de junho.

Completa a programação deste mês do Clube do Choro no CCBB Brasília o gaitista Pablo Fagundes, no dia 24 de junho.

Os shows serão realizados ao ar livre, nos jardins do CCBB Brasília. A entrada é gratuita e não precisa de retirada de ingressos.

Programação


    Domingo, 12/06
    18h – Sérgio Morais
    20h – Danilo Brito E Grupo Choro Livre

    Quinta, 16/06
    20h – Armando Macedo Trio

    Sexta, 24/06
    20h – Pablo Fagundes

    Quinta, 30/06
    20h – Manoel Cordeiro + Passo Largo

    Sobre os shows


      Sérgio Morais é professor da Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello em Brasília há duas décadas, participou como docente de vários festivais e oficinais no Brasil e exterior.

      Danilo Brito é um premiado bandolinista e uma autoridade na arte da música brasileira, intitulado pela imprensa internacional como “mago” do bandolim. Brito dá vitalidade à autêntica música brasileira, em composições e interpretação, construindo um repertório que abrange mais de 150 anos, unido à estrutura do tradicional e inspirado para florescer novo no século 21.

      Armando Macedo Trio: Armandinho Macedo (bandolim), Marco Lobo (Percussão) e Yacoce Simões (Piano). Os três, em sintonia com outro baiano, o produtor cultural João Falcão Neto, conceberam o projeto de reverência instrumental RETOCANDO GIL E CAETANO, em homenagem aos seus 80 anos. Registrado em áudio, vídeo e shows pelas plataformas virtuais, visuais e em tour que sairá pelo Brasil e pelo mundo.

      Pablo Fagundes é um músico por essência. A crença no aprendizado do instrumento da gaita sempre apontou na certeza de que o estudo e a determinação faziam a diferença, eram o começo da história. O talento desvendado na gaita diatônica em meados de 1992 repercutia as raízes negras do blues e do jazz.

      Manoel Cordeiro é paraense, mas morou no Amapá dos 5 aos 18 anos. É músico, compositor e produtor musical, e está em atividade há mais de 50 anos. Gravou mais de 800 músicas de artistas de diferentes contextos, principalmente na Amazônia. Isso faz com que parte relevante do imaginário musical dessa região tenha a sua assinatura, como por exemplo, músicas de artistas como Beto Barbosa, Grupo Carrapicho, Márcia Ferreira, Trio Los Angeles e outros.

      Veja também


      Música