fechar
armorial

Exposição

Movimento Armorial – 50 Anos

Imagem de Calendário

22/12/21 a 07/03/22

Serviço



  • Local

    Galerias do 3º andar

  • Horário

    De quarta a segunda, das 10h às 22h

  • Ingresso

    Entrada gratuita mediante retirada de ingresso

Adquirir ingressos Telefone

Covid 19

Fique atento às
recomendações.

Fique atento

O Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte (CCBB BH) abre suas portas para apresentar a Mostra Movimento Armorial 50 Anos, entre 22 de dezembro de 2021 e 07 de março de 2022. A Mostra consiste numa grandiosa exposição e encontros musicais e literários que, juntos, conduzirão o público pelo eclético, múltiplo e fantástico universo do Movimento Armorial.

Movimento Armorial 50 Anos surge com um compromisso ousado: reapresentar ao público, sobretudo às novas gerações, a proposta singular e desafiadora de Ariano de criar, há cinco décadas, uma arte erudita a partir das mais autênticas e tradicionais manifestações artístico-culturais populares do Nordeste e de outras regiões do país.

Lançado no Recife, em 18 de outubro de 1970, por um grupo de artistas, o Movimento Armorial teve como mentor e líder o dramaturgo, professor, pintor, músico e consagrado escritor, paraibano de nascimento e pernambucano por adoção, Ariano Suassuna (1927-2014).

O conceito da exposição foi traçado pela premiada curadora Denise Mattar, que fez um minucioso trabalho de pesquisa e garimpagem no vastíssimo acervo do Movimento para rememorar - com delicadeza, encanto e graça - a riqueza dos saberes e fazeres culturais impregnados na arte Armorial. A expografia e arquitetura ficaram sob a responsabilidade do designer Guilherme Isnard. A consultoria geral é do artista plástico Manuel Dantas Suassuna (filho de Ariano Suassuna) e do poeta, ficcionista, ensaísta e professor da Universidade Federal de Pernambuco, Carlos Newton Júnior, profundo conhecedor do Movimento Armorial e da obra de Ariano.

Do preto e branco das xilogravuras, passando pelo multicolorido dos ornamentos e fantasias das festas populares e pelas coreografias das danças. Pelos ritmos dos cantos e da música, de sons de rabeca, pífano e viola. Pela sonoridade dos versos dos cordéis e dos cantadores. Todos os caminhos conduzem a uma experiência única. Uma trilha cultural sem fronteiras, como a ideia plantada, lá atrás, por Ariano e que, agora, chega revigorada, pouco mais de 50 anos depois, à exposição.

Eventos paralelos - Movimento Armorial - 50 anos

Espetáculos Musicais

A Exposição Movimento Armorial – 50 Anos oferece aos visitantes do CCBB BH uma série de espetáculos musicais que integram a programação da mostra.

Da Paraíba – terra natal de Ariano – teremos o premiado Quinteto da Paraíba – formado por músicos conceituados e premiados nacional e internacionalmente. De lá vem também a voz das canções armorias com o Trio Lancinante e a cantora Leticia Torança.  Do sul do país vem o Rosa Armorial – formado por músicos pesquisadores e com cds gravados inclusive com novas composições do Antonio Madureira. Do Rio de Janeiro o duo Ana de Oliveira e e Sergio Raz que trazem um concerto erudito/popular. E fazendo a conexão Pernambuco – São Paulo – Belo Horizonte o aclamado artista Antônio Nóbrega e o Recital para Ariano.

Programação

12/01 – 20h – Duo Ana Oliveira e Sergio Ferraz – Teatro I – ADQUIRA AQUI SEU INGRESSO GRATUITO 

19/01 – 20h – Grupo Rosa Armorial – Teatro I – ADQUIRA AQUI SEU INGRESSO GRATUITO 

20/01 – 20h – Antônio Nóbrega em Um recital para Ariano – Teatro I – ADQUIRA AQUI SEU INGRESSO GRATUITO 

23/02 – 20h – Quinteto da Paraíba – Teatro I – ADQUIRA AQUI SEU INGRESSO GRATUITO

25/02 – 20h – Trio Lancinante – Teatro I – ADQUIRA AQUI SEU INGRESSO GRATUITO

Conversas sobre Arte Armorial

A mostra traz ao CCBB BH uma série de mesas-redondas para discutir temas relacionados à exposição sobre os 50 anos do Movimento Armorial. Dois debatedores e o mediador Carlos Newton Junior, poeta, ensaísta, ficcionista, professor universitário e especialista em Movimento Armorial, farão parte desses encontros sobre literatura, artes visuais, música, teatro e dança.

Confira a programação:

Primeira conversa — Literatura – ADQUIRA AQUI O SEU INGRESSO GRATUITO

14 de janeiro, sexta-feira, 19h.

Participantes:

Mediador: Carlos Newton Júnior

Alexei Bueno – poeta, crítico literário e ensaísta com extensa obra publicada.
André Seffrin – crítico literário e ensaísta com extensa obra publicada.

O romanceiro popular nordestino e a literatura armorial. As formas poéticas dos cantadores. Os princípios da poética armorial na literatura. Poesia oral e poesia escrita. A Pedra do Reino e o seu tempo. As Iluminogravuras enquanto experiência de fusão da literatura com as artes plásticas.

Segunda conversaArtes visuais – ADQUIRA AQUI O SEU INGRESSO GRATUITO

15 de janeiro, sábado, 19h.

Participantes:

Mediador: Carlos Newton Júnior

Manuel Dantas Suassuna — artista plástico/visual ligado ao Movimento Armorial, filho do escritor Ariano Suassuna.

Ricardo Gouveia de Melo — designer gráfico, coautor da tipologia armorial e responsável pelas capas e projetos gráficos das mais recentes edições de Ariano Suassuna, publicadas pela editora Nova Fronteira.

 

A xilogravura popular nordestina e as características da pintura armorial. A escultura, a cerâmica e a tapeçaria armoriais. A xilogravura de Gilvan Samico. As artes visuais ligadas ao Movimento Armorial na contemporaneidade. A obra do artista plástico Manuel Dantas Suassuna. O design gráfico e a tipologia armoriais.

Terceira conversa — Teatro – ADQUIRA AQUI O SEU INGRESSO GRATUITO

16 de janeiro, domingo, 19h.

Participantes:

Mediador: Carlos Newton Júnior

Inez Viana — atriz e diretora teatral, com larga experiência, tendo dirigido recentemente duas montagens de peças de Ariano Suassuna.
Braulio Tavares — escritor, dramaturgo, compositor e poeta, autor de artigos e livros sobre a cultura popular e a obra de Ariano Suassuna, tendo trabalhado em adaptações da obra de Suassuna para o cinema e a televisão.

Origens do teatro armorial. O teatro armorial avant la lettre. As tragédias e as comédias de Ariano Suassuna e sua influência para o estabelecimento de um “teatro do Nordeste”. A dramaturgia armorial. As montagens da obra de Ariano Suassuna e os pressupostos da poética armorial: cenários, figurinos, música etc. O teatro armorial enquanto arte de síntese. Teatro armorial, cinema e televisão.

 

Quarta conversa — Música – ADQUIRA AQUI O SEU INGRESSO GRATUITO

21 de janeiro, sexta-feira, 19h.

Participantes:

Mediador: Carlos Newton Júnior

Antonio Nóbrega — músico, multi-instrumentista, compositor, cantor, ator e bailarino, ex-integrante do Quinteto Armorial.
Isaar França — intérprete, tendo participado de várias aulas-espetáculo ministradas por Ariano Suassuna.

Os “romances” nordestinos e a música armorial. Trajetória do Quinteto Armorial. A Orquestra Armorial e a Orquestra Romançal Brasileira. O canto na música armorial. A experiência do canto armorial nas Aulas-Espetáculo de Ariano Suassuna. Influências da música armorial na cena musical brasileira. Discografia armorial.

 

Quinta conversa — Dança – ADQUIRA AQUI O SEU INGRESSO GRATUITO

22 de janeiro, sábado, 19h.

Participantes:

Mediador: Carlos Newton Júnior

Maria Paula Costa Rêgo — bailarina e coreógrafa, foi a fundadora, com Ariano Suassuna, do Grupo Grial, além de ter assinado a coreografia de vários números de dança apresentados nas Aulas-Espetáculo.
Pedro Salustiano — brincante e bailarino popular, com participação em várias Aulas-Espetáculo ministradas por Ariano Suassuna.

As experiências da dança armorial, do Balé Armorial ao Grupo Grial. Os espetáculos populares, a dança popular e a dança armorial. As experiências de dança nas Aulas-Espetáculo.

Galeria
Galeria Próxima Imagem
Galeria - Imagem Anterior

Veja também


JA-122089

Exposição